26 de fevereiro de 2024
(11) 4448-8000

Entidades preveem aumento de 3,5% na carga de energia elétrica no Brasil em 2024

 In Blog

A carga de energia elétrica no Brasil está prevista para apresentar um crescimento médio de 3,2% ao ano entre 2024 e 2028, de acordo com uma estimativa conjunta do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) e da Empresa de Pesquisa Energética (EPE).

Segundo as projeções dessas entidades setoriais, a carga deverá expandir-se em 3,5% no ano de 2024, atingindo a marca de 78.447 megawatts (MW) médios, com taxas de crescimento próximas a 3% nos anos subsequentes. A previsão é que, até 2028, a carga alcance a cifra de 89.023 MW médios.

Nos últimos meses, a carga elétrica no Brasil alcançou recordes, impulsionada por ondas de calor que afetaram extensas áreas do país e resultaram em um aumento no uso de dispositivos de refrigeração, como aparelhos de ar condicionado.

Em novembro, a carga ultrapassou 100.000 MW médios em alguns dias, reflexo das elevadas temperaturas, levando o Operador Nacional do Sistema Elétrico a acionar termelétricas para suprir a demanda nos horários de pico.

As estimativas do ONS, EPE e CCEE levam em consideração os efeitos da geração distribuída de energia, representada por pequenas usinas instaladas localmente para atender parte da carga que normalmente seria consumida do Sistema Interligado Nacional (SIN), e a integração de Roraima à rede elétrica programada para outubro de 2025.

Para confirmar os cenários de médio prazo, as entidades destacam a necessidade de algumas premissas, como a estabilidade do cenário macroeconômico, um impulso adicional na atividade econômica proveniente de investimentos em infraestrutura e a possibilidade de que a aprovação da reforma tributária tenha impactos positivos na produtividade da economia.

 

Recent Posts

© 2023 PLP Brasil. Todos os direitos reservados.